Eu sou o Carlos, e minha história com as abelhas nativas começou no sítio, quando uma abelha sem ferrão Jataí pousou no meu braço e trouxe uma memória de infância que estava adormecida. 
 
Um caseiro que lá trabalhava, quando eu tinha uns 8 anos de idade, achou uma abelha Jataí no muro da casa e a colocou em uma caixinha. De lá o caseiro tirou o mel e eu fiquei muito encantado.
 
Acordada essa memória ano passado, comecei a estudar as abelhas sem ferrão e fui me apaixonando pelo modo de vida destas guerreiras trabalhadoras. 
 
Daí nasceu o Beeliving e esse sonho de ensinar as pessoas sobre a importância das abelhas nativas sem ferrão, preservar e contribuir para que elas se mantenham vivas e cada vez mais de volta às nossas florestas.
 
Isso é o que me faz acordar cedinho como elas, indo de flor em flor para que esse ouro líquido, essa consciência e esse amor se espalhem por aí.
 
We beelieve